O Tarô e a Mitologia Grega – A Sacerdotisa

sacerdotisamitologica

Tarô Mitológico

Por Gabriela Cecato

 

A segunda carta dos Arcanos Maiores que vamos estudar agora é A Sacerdotisa (A Papisa no Tarô de Marselha) e no Tarô Mitológico ela é representada por Perséfone.

Perséfone é filha de Zeus e Deméter e casada com Hades, porém a história não é tão simples quanto parece. Perséfone quando jovem vivia entre as ninfas, na companhia de outras filhas de Zeus. Um dia, enquanto colhia flores, ao que se abaixou para pegar um narciso, a terra se abriu e de lá saiu uma quadriga puxada por dragões e guiada por nada mais nada menos do que Hades, o deus do Mundo Inferior. Hades, que havia se apaixonado por Perséfone, resolveu sequestra-la, afinal por que não, coisa simples para um deus! Em seus domínios, Hades oferece a Perséfone uma romã, a qual ela aceita e rompe assim seu jejum – que é a grande lei de Hades, quem comer no Mundo Inferior não poderá mais regressar ao mundo dos vivos – se ligando definitivamente aos domínios do Mundo Inferior.persefone

Sem poder voltar para o mundo dos vivos, Perséfone tornou-se rainha dos mortos, esposa de Hades e governa o Mundo Inferior ao seu lado por três meses do ano e durante os outros nove, a cada primavera, Perséfone fica com Deméter. Ainda que passe nove meses do ano com sua mãe, Perséfone nada pode revelar a ela sobre o que acontece nos domínios de Hades. Assim, a partir do momento em que comeu a romã, Perséfone deixa de ser a menina inocente que foi sequestrada por Hades e passa a ser a mulher guardiã dos segredos e mistérios do Mundo Inferior.

high_priestess_apocalypsus_by_elric2012-d85e5st

Tarô Apokalypsis

Na carta do Tarô Mitológico, vemos claramente que Perséfone está entrando no Mundo Inferior, tem uma romã na mão direita e um buquê de narcisos na mão esquerda, com alguns caídos pelo chão e usa uma coroa dourada. Podemos ver ainda duas colunas, sendo uma preta e uma branca. A paisagem que vemos ao fundo irá se repetir na carta d’A Imperatriz, que por acaso (ou não) é representada por Deméter.

Comparando a carta do Tarô Mitológico com o Tarô de Marselha, Rider Waite e Illuminati, todas elas possuem algo semelhante a um livro em mãos, exceto no Mitológico. Em contrapartida, o que temos em comum em todos esses decks é a presença de uma coroa. E assim como no Mitológico, no Rider Waite temos a presença das colunas que representam a dualidade e também de romãs ao fundo da carta.
Ainda falando sobre a simbologia presente nesta carta, dou um destaque maior para a presença da romã. Acredita-se que ela simboliza o amor, a vida, a paixão, o sagrado, o conhecimento oculto, o nascimento, a morte e a imortalidade. E é com essa simbologia que eu vou de encontro ao significado da carta d’A Sacerdotisa e sua ligação com a deusa Perséfone.

persefone e a romãPerséfone é praticamente a representação “humana” da romã: o amor entre ela e sua mãe, a vida que ajuda sua mãe trazer a cada primavera, a paixão que de certa forma passou a existir entre ela e Hades (algumas fontes dizem que ela comeu a romã sabendo que não poderia mais retornar para o mundo dos vivos e que assim ficaria ao lado de Hades eternamente), o sagrado e o conhecimento oculto quando ela se torna a Rainha do Mundo Inferior e detém todos os segredos desse império, o nascimento e a morte quando ela deixa de lado a menina que foi raptada e se torna a mulher guardiã do Mundo Inferior e a imortalidade por ser uma deusa.

A sacerdotisa é uma mulher jovem, bonita, detentora do conhecimento oculto, que só ela pode ter. Ela representa a ligação com o nosso interior, mundo o qual só poderemos ter acesso com o conhecimento e os segredos que só a Sacerdotisa possui. Tem um lado moralizador que refuta sua essência jovem, bonita e sedutora por natureza. Diz respeito a acreditarmos mais em nossa intuição quando há a necessidade de uma escolha.

Para conferir, ainda vale a dica do Percy Jackson – na verdade acho que vou falar dele em quase sempre. Sem spoilers, mas no primeiro livro da coleção d’Os Olimpianos ele faz uma visitinha ao Mundo Inferior e lá conhece Perséfone e Cérbero, o cão infernal de três cabeças.

3 comentários sobre “O Tarô e a Mitologia Grega – A Sacerdotisa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *